jump to navigation

Nardoni, Eloá e o amor. Isso existe? novembro 7, 2008

Posted by pedrocs20 in mídia.
Tags: , ,
add a comment

Em casos como o do sequestro da jovem Eloá Cristina Pimentel ou do assassinato de Isabella Nardoni, onde um circo é montado em torno da investigação policial e a todo momento e em todas as mídias possíveis são divulgadas notícias “do maior interesse da população”, surgem comentários e longas discussões sobre os crimes, onde aparecem advogados, psiquiatras, psicólogos, legistas, ex bbb’s, sociólogos e etc. Constantemente em qualquer uma dessas mesas redondas surge uma palavra que é muito popular em todo o mundo, mas que ninguém sabe dizer o que é ou como acontece e quando acontece, mas muita gente acredita que exista concretamente e nunca se questionou sobre o assunto. Essa palavra, para acabar com o suspense e a sua curiosidade é a palavra AMOR, sim , caros leitores deste humilde blog, esta palavra que alguns poetas cismam em tentar explicar em verso e prosa e que faz os cd’s de pagode vender como água. Na verdade o amor é um conceito com vários vieses e com uma multiplicidade de formas e idéias que surgem a cada segundo, a cada novo encontro, pois é a tentativa reducionista de por em uma palavra todas as sensações. Este conceito é tão disseminado pelos meios de comunicação e naturalizado que “por amor” as pessoas matam, se matam, enlouquecem ( nas mais variadas formas de loucura devidamente catalogadas em compêndios de psiquiatria), viram poetas, escritores, cantores e,e,e…Em uma sociedade como a nossa, essa idéia parte de centros de poderosas instituições como a igreja católica, que tem o casamento como um dos principais signos, este se mistura com a noção de família e atravessa todas as relações entre homem e mulher e é hoje inclusive reivindicada como direito por pessoas do mesmo sexo. Não é meu objetivo aqui, analisar de forma detalhada como se deu e ainda se dá essa naturalização e a disseminação secular do conceito de amor (romântico ou não). O objetivo deste post é problematizar e denunciar uma ridícula porém incansável discussão midiática sobre o tema que aparece sempre nesses casos onde a “família brasileira”, “o amor” e a igreja se vêem ameaçados e questionados. O desgaste destes centros já é notório, porém, os discursos retornam à qualquer momento, basta que a pauta do dia seja o assassinato de uma filha por parte de seu pai ou o sequestro da namorada por parte do namorado e logo surgem falas do tipo “Esse pai não amava a filha” ou “Isso que ele sentia pela Eloá não era amor” e antes que digam que o autor deste post também não sabe o que é isso, eu digo: eu realmente não sei o que é amor, entretanto, eu sei o que é prazer, afecto, carinho..desejo…sexo..relacionamento, sociedade, compromisso, igreja, casamento e etc. A imensa página que resulta da busca no wikipédia no link acima, funciona como um elemento analisador. Não é a toa que o “eu te amo” dito em momentos “ideais” pode mudar a vida de pessoas ou talvez causar a morte de outras.

Anúncios

Vídeo Genial!!! (comentem) julho 17, 2008

Posted by pedrocs20 in intervenção.
Tags: , , , ,
add a comment

este vídeo foi retirado do youtube e mostra de forma clara a subjetivação midiática atual, inclusive foi um dispositivo utilizado na minha monografia sobre: Mídia e Cultura Jovem, espero que gostem

PS: Take the red Pill, but remember, all Im offering is the truth